O purificador de água que funciona com plasma

Fernando Espósito
31.08.2011

O purificador chileno que promete uma revolução, foto: eSustentable

Um dispositivo de baixo custo, seguro e que purificasse as águas mais contaminadas que existem, tornaria o mundo um lugar melhor. Ainda mais se pudesse ser mantido pela mesma comunidade que o utiliza e desse vazão à sua necessidade de consumo.

Ele existe. Foi desenvolvido por um designer industrial, juntamente à sua equipe de técnicos e cientistas. O dispositivo consegue purificar 2 mil litros de água contaminada a cada 24 horas, e só consome 100 watts/h de energia por 35 litros de água limpa em 5 minutos.

Os primeiros beneficiários deste inovador sistema serão 19 famílias chilenas pobres, integrantes do assentamento Fundo San José de Cerrillos, na cidade de Santiago. Lançado no assentamento na semana passada (23 de agosto), esse projeto original e de alto impacto foi desenvolvido no Chile e promete salvar vidas.

Cone translúcido usa sol para dessalinizar água

Água na OCA

Água: se é um bom negócio, não vai faltar

O purificador funciona com tecnologia a base de plasma, que elimina os germes e bactérias da água contaminada e proporciona provisão contínua de água limpa e potável.

O plasma corresponde ao quarto estado físico da matéria. Alfredo Zolezzi, designer industrial egresso da Pontifícia Universidade Católica de Valparaíso, e diretor do Centro de Inovação Avançada de Viña del Mar, explica como funciona o dispositivo: “O que fizemos foi captar a água contaminada, que pode vir de qualquer fonte, e fazê-la passar por um dispositivo pequeno, de 23 centímetros, que aumenta a sua pressão, transformando-a de líquido a um fluido semi gasoso com características que nos permitem, com uma descarga elétrica, transformá-lo em plasma. Ionizam-se os gases e produz-se o plasma, que é estável. Isso facilita que a água alcance uma velocidade  altíssima. Quando volta a desacelerar, a água sai o dispositivo de novo em estado líquido. No processo, todo agente microbiológico morre, inclusive o transmissor da cólera. O resultado é água potável, segura para ser tomada.”

Zolezzi destaca que o invento nasceu da intenção explícita de usar recursos tecnológicos e científicos para reduzir pobreza. O projeto nasceu de uma parceria com a fundação “Un Techo Para Chile” (Um Teto para Chile) – instituição que luta para extinguir os assentamentos precários, transformando-os em bairros sustentáveis, com famílias integradas à sociedade

Este “milagre sócio-tecnológico” não só ajudará os chilenos, como poderá ser uma solução real para salvar as 6.000 vidas das crianças que morrem diariamente no mundo, por doenças associadas ao consumo de águas contaminadas, ou devido à sua escassez.

 

*Fernando Espósito é arquiteto e professor da PUCV Valparaiso, Chile

 

Saiba Mais:

Veoverde

Un Techo Para Chile

Purificación de Agua con Plasma, Innovación Social Disruptiva en Chile



Tags: , ,

12 respostas para “O purificador de água que funciona com plasma”

  1. Mariza Binato disse:

    Espetacular! Muito mesmo!
    Será que esse purificador será disponibilizado para venda ao consumidor interessado?
    Assim, acaba-se com o consumo exagerado de águas armazenadas garrafas pet, diminuindo-se consideravelmente a poluição ambiental que essas causam, além de beneficiar às populações em países onde a água potável já não existe mais.
    Parabéns à equipe que criou e desenvolveu o purificador. Tomara haja mais pessoas desse teor, com o intuito de salvar vidas e o planeta!

  2. Mariza Binato disse:

    Olá, Fernando.
    Grata por seu retorno e atenção.
    Por favor, esclareça-me: sua invenção pode ser utilizada em ambiente doméstico, como a cozinha por exemplo, apenas para tansformação da água encanada para potável? Pode ser comercializada em tamanho adequado para tal?
    Mais uma vez, parabéns. Espero que o purificador possa realmente beneficiar todo o mundo.
    Cordiais saudações.

  3. Mariza Binato disse:

    Olá, Fernando,
    Visitei o site que indicou, gostei dos trabalhos que estão sendo feitos nas comunidades locais. Parabéns à equipe atuante. Mais uma vez pesquisei sobre o purificador de água à plasma e não achei nada ali que mencionasse a comercialização do mesmo para o consumidor interessado e para uso doméstico individualizado.
    Vi que ele não elimina os metais pesados contidos na água. Isso preocupou-me, pois até onde sei, esses metais, em presentes em grande quantidade na água, são tóxicos e fazem mal à saúde.
    É verdade?
    Cordiais saudações,
    Mariza

    • Olá Mariza, aqui é Eduardo, editor do ((o))ecocidades. O Fernando, autor do artigo, não é o inventor do aparelho, que, até onde sei, ainda não é um aparelho comercial, mas um projeto que será aplicado inicialmente nas comunidades escolhidas pelos pesquisadores. Acho que a melhor maneira de você tirar essas dúvidas mais detalhadas é escrever para o site indicado pelo Fernando. Abraços

  4. Mariza Binato disse:

    Olá, Eduardo.
    Obrigada por sua atenção.
    É verdade, fiz confusão aqui, o Fernando não é o inventor do aparelho.
    Seguirei sua sugestão.
    Cordialmente,
    Mariza

  5. Ale Marques disse:

    Muito interessante e tb agradeço ao Fernando pelas dicas. Concordo com os colegas, seria perfeito que fosse desenvolvido para uso doméstico.

  6. André Dias disse:

    Nossa, que projeto maravilhoso ! É um importante projeto que promete ajudar o mundo !

  7. Isidro Martins disse:

    Boa noite:
    Quero saber como comprar

    Isidro Martins

  8. walter disse:

    Meus amigos
    Esqueceram de dizer que este processo tira da agua tambem os minerais necessários ao corpo humano.
    Como pretendem recoloca-los?
    Beber agua sem minerais definharia o corpo.
    Um processo mais barato seria por meio de evaporação por aquecimento, cujo o processo seria mais viavel que o plasma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.